• Brasil
  • Brasil

DUPLO MERLE

Entenda mais sobre o Duplo Merle

O que é? O que acontece? Quais as consequências?

Esses cães são duplo merle. Cães brancos e de olhos claros são mais procurados pelos compradores apesar de por muitas

vezes trazerem consigo problemas genéticos. São vendidos como exóticos ou raros. No caso de dogues alemães, a

maioria quer que nasçam cães com fundo branco e pintas pretas nas suas crias,

pois os chamados arlequins vendem mais e são vendidos mais caros. Infelizmente para isso, fazem

cruzamentos errados genéticamente falando, sem se preocupar com o que pode acontecer com os filhotes..

Merle é um padrão de pelagem de um cão, que é comumente referido incorretamente como uma cor.

O gene merle cria manchas de cor em uma camada sólida ou malhado ,

olhos azuis ou ímpar -colorido, e pode afetar pigmento da pele também.

Merle pode afetar todas as cores de pelagem.

Além de alterar a cor da pelagem base, merle também modifica a cor do olho e coloração no nariz e almofadas das patas.

O gene merle modifica o pigmento escuro nos olhos, ocasionalmente, mudando os olhos escuros de azul, ou a parte do olho que for da cor azul.

Base genética:

Merle é realmente um heterozigoto de um gene dominante incompleto.

Se dois desses cães são cruzados , em média , um quarto dos filhotes será " merle duplo",

que é o termo comum para cães homozigotos para Merl, e uma alta porcentagem desses filhotes

duplos merles podem ter defeitos oculares e/ou ser surdos.

Criadores experientes que querem produzir filhotes merle devem acasalar um merle com um cão não- merle ,

cerca de metade dos filhotes serão merles sem o risco de visão

ou audição defeituosos associados com cães duplo merle e a outra metade não será merle.

Os cães brancos "double merle" são resultado do cruzamento entre dois

cães portadores do gene merle - arlequins, merles ou brancos.

Por este motivo, o cruzamento entre arlequins é desaconselhado pela CBKC e AKC,

sendo proibido no país de origem da raça, a Alemanha.

Estes cães são muitas vezes chamados incorretamente de "albinos",

mas o gene responsável pelo albinismo nunca foi encontrado na raça.





Merle é um gen dominante, então chamamos de M – merle; m – não merle. Assim sendo, é necessária apenas

uma cópia deste gen para que um cão seja merle, ou seja, apenas um dos pais precisa apresentar a cor para que ela apareça na ninhada.

Merle NÃO PODE ser “carregado”, ou seja, um cão só é portador de merle se ele próprio apresentar esta cor!

(é um conceito errado, mas muita gente acha que um cão cujo apenas um dos pais é merle é portador. Isto não existe.).

O gen merle atua na pigmentação da eumelanina, levando a uma grande variação nos tons de diluição, deixando assim, uma aparência marmorizada.

Este gen atua tanto no preto como no marrom. A grande maioria dos cães meles é heterozigoto(Mm); isto é, só apresentam uma cópia do gen.

Quando se faz um cruzamento merle x merle, terá uma ninhada onde uma parte (aprox.25%) dos filhotes serão homozigoto (MM).

Existe uma grande quantidade de problemas de saúde causados por essa combinação genética, como surdez, cegueira, má formação

dos olhos, infertilidade, etc. Normalmente estes cães são fáceis de identificar; devido à influencia do gen duplo merle, eles normalmente

são excessivamente brancos com pouca coloração e têm olhos pequenos. Devido a estes problemas, dois cães merles

não devem NUNCA acasalar e nenhum criador responsável chegaria a cogitar tal hipótese.

(HH) é um par de genes dominantes e letal, logo não nascem filhotes. (MM) é um par de genes dominantes e gera problemas.

Se os filhotes nascerem, terão os conhecidos problemas causados pelo (M) duplo (ou "merle" duplo).

HhMm = arlequim

hhMm = merle

HhMM / hhMM = problemas com o merle, cães brancos, surdos...

HHmm/HHMM = letal

mmHh/mmhh = cor normal

O gene "merle" (M) é um pleiotropismo, isto quer dizer que ele está relacionado a mais de uma característica além da coloração.

A característica principal do gene M é ser um gene de diluição. Quando homozigoto (MM), este gene acaba trazendo anomalias oculares,

como a redução do tamanho do globo ocular e algumas vezes a ausência do mesmo, heterocromia da íris (manchas), surdez parcial ou total,

cegueira, esterilidade e coloração praticamente branca. Quando heterozigoto (Mm), ele

apenas apresenta efeitos sobre a cor, sem causar qualquer tipo de problema para o animal..




O merle é o gene que produz a marcação do arlequim. A remoção da pigmentação do fundo é provocada

pelo gene MODIFICADOR arlequim. Sim, arlequim não é um gene de cor, m sim, modificador.

Acasalar merle x merle é, portanto, geneticamente, acasalar arlequim x arlequim. Podem nascer cães brancos (ou não).

Estes brancos podem ser surdos (ou não). Podem nascer cães cegos (ou não), mas em média 25% da ninhada é afetada de alguma maneira.

Então, acasalar dois merles é tão perigoso quanto acasalar arl x arl

ou arle x merle pois quando acasalamos esta forma, alguns filhotes receberão duas cópias do gene merle,

e por isto serão brancos. Nao tem a ver com merles. Tem a ver com a variedade toda.

Problemas de saúde:

O gene merle é freqüentemente associado com surdez congênita, cães merles tem maior probabilidade de nascerem surdos.

Cães com duas cópias do gene merle ( homozigoto merle ou "double merle " ) têm uma chance maior de nascerem surdos.

A supressão de células de pigmento ( melanócitos ) na íris e na estria vascular da cóclea ( ouvido interno ) conduz para os olhos azuis e surdez.

Um transtorno auditivo, reflete alguns dos problemas associados com heterozigotos e homozigotos nos cães merles.

Defeitos oculares:

Os cães que são homozigotos para o gene padrão merle muitas vezes têm déficits visuais e auditivos.

Estes cães são muitas vezes referidos como " double merle " e, por vezes erradamente referidos como " branco letal”.

Defeitos oculares incluem microthalmia , condições que causam aumento da pressão ocular e colobomas , entre outros.

Cães duplo merle podem ser surdos ou cegos ou ambos, e podem transportar defeitos oculares em olhos azuis ou nas cores.

Defeitos auditivo:

Um estudo feito por um pesquisador alemão mostrou que de 38 dachshunds , encontraram perda auditiva parcial em 54,6% dos merles duplas

e 36,8% de merles individuais. Um dos 11 (9,1%) merles foi totalmente surdo enquanto nenhum dos merles individuais eram.

Outro estudo feito pela Texas A & M University descobriu que dos 22 merles duplos, 8 eram completamente surdos e dois surdo de um ouvido.

Dentre 48 merles individuais, apenas um era surdo de um ouvido , nenhum era completamente surdo .

Cães surdos , cegos e surdos ou apenas cegos podem ter uma vida boa ,

quando bem cuidados. Há uma variedade de grupos de internet

dedicados a apoiar os cuidadores desses cães. Cães surdos podem competir com sucesso em agilidade.



© 2018 Dogue Alemão Rescue - Todos os Direitos Reservados
Site By Network4All