• Brasil
  • Brasil

Qual o motivo das ENTREVISTAS?

  • Por que fazemos entrevistas?

Por que fazemos entrevistas?

Doar um cão ou um gato é uma ação que envolve responsabilidade e riscos.

A responsabilidade fica por conta de quem doa – é claro que queremos o melhor para o animal que estamos doando,

por isso precisamos ter o máximo de cuidados e avaliar bem o candidato a adotante, antes de decidir doar. Os riscos existem

em função de que o adotante, frequentemente, adota por impulso, adota mas não é ele próprio quem vai sustentar ou cuidar do animal,

não tem experiência em criar animais ou os cria de forma inadequada, não possui as condições e os recursos para atender às necessidades básicas do animal,

pode ter características de personalidade que ameacem a segurança ou o bem-estar do animal. Nesses casos, é frequente que o animal

seja devolvido, abandonado, negligenciado, maltratado ou até tratado com crueldade.

Em virtude disso, utilizamos um questionário padrão, para nos ajudar na decisão de doar um animal.

A partir das informações prestadas pelo candidato a adotante, e deixando que todos os itens fiquem bem esclarecidos,

começamos a análise do candidato a adotante. É um questionário trabalhoso

e mesmo longo, mas o motivo é dar maior segurança àquele que vai doar um animal.

Antes de entregar o animal, depois de passar pela entrevista escrita e por conversas,

enviamos um contrato, que pedimos ao candidato à adoção que assine e reconheça firma em cartório, além de anexar xerox

autenticadas do seu RG, CPF e comprovante de endereço recente (03 meses). Assim, no caso de ser verificado posteriormente

que o animal não está em boas condições em seu novo lar, fica mais fácil reavê-lo.

ALGUNS CRITÉRIOS DE ADOÇÃO

Doamos dogues apenas para pessoas que caso morem em apartamento, tenham no mesmo telas de proteção em todas as janelas (banheiro e varandas,

inclusive). Todas mesmo, não basta ter telas em apenas algumas. Também não basta a promessa de manter janelas fechadas,

é preciso ter proteção em tudo. Essa questão não é negociável. Além disso o cão necessita sair, pelo menos três vezes ao dia para se exercitar.

2) Se for casa, é preciso ter muros bem altos (3 metros ou mais), portões vedados, barreiras físicas que impeçam o acesso

do DOGUE à rua e casas vizinhas. Promessa de manter portas e janelas fechadas não é suficiente.

Garantia de que o cão anterior/atual nunca fugiu também não. Não basta o cão não sair

porque não quer, é fundamental que ele não consiga sair mesmo que tente e

para isso as barreiras físicas são fundamentais. Essa questão não é negociável.

3) A entrega do animal poderá ser feita pessoalmente e após avaliada as condições de moradia do novo lar a ser oferecido ao animal.

Se a casa não for segura, conforme os itens acima, ele volta conosco.

4) Lembre-se que uma adoção não deve ser feita por impulso. Ao adotar um bichinho, é preciso ter consciência de que ele será seu

companheiro para a vida toda e que eles podem viver até por mais de 15 anos. Os cães sofrem muito quando são abandonados ou devolvidos.

É comum casos em que o animal entra em depressão e morra após ser abandonado. Por isso é importante avaliar

se você está pronto para um compromisso que vai durar muitos e muitos anos!

Todos os moradores da casa devem concordar com a adoção. Queremos que cada lar adotivo esteja

ciente e aceite as responsabilidades, inclusive as financeiras, que ter um animal de estimação acarreta.





5) Se, por força maior, você não conseguir mais cuidar do seu animal, comprometa-se a não passá-lo

adiante sem falar conosco. Entre em contato conosco novamente, pois isso consta do contrato e acarreta multa. Maus tratos

ou abandono de animais estão previstos pela Lei Federal 9.605 de Proteção Animal e, se necessário, denunciaremos o caso.

6) No ato da adoção, será preciso assinar o Contrato de Adoção. Solicite cópia por e-mail, se desejar avaliar antes de adotar.

Acompanhamos as adoções de perto, telefonando periodicamente para o lar adotivo e podendo, inclusive,

visitar o animal doado. Queremos que tudo dê certo, pois todos os animais anunciados são muito queridos e amados!

Por isso, se acha que pode cuidar bem do seu companheiro atendendo e zelando por sua segurança

e bem-estar, preencha todos os campos com cuidado e da maneira mais completa possível.

Mas saiba que se o dogue que estiver sendo doado através da nossa comunidade tem um tutor, ele que escolherá,

dentre os entrevistados por nós, quem será o novo tutor do seu animal. E essa é uma decisão indiscutível.




- ANIMAIS DE RAÇA, ANIMAIS COM PEDIGREE - Um Pedigree não é uma indicação de qualidade, nem mesmo a presença de campeões

no seu pedigree. Alguns animais são excelentes representantes de sua raça, mas não geram filhotes de boa qualidade. Além disto determinadas raças

possuem características indesejáveis que passam para seus descendentes, não sendo aconselhável seu cruzamento. Pesquise os problemas de saúde

comuns em sua raça e sugira uma avaliação de seu veterinário com relação aos defeitos genéticos que seu animal possa vir a passar para seus filhotes.

- GOSTARIA DE UM FILHOTE IGUAL AO MEU - Mas meu cachorro (ou gato) é tão especial, eu quero um cachorrinho (ou gatinho) como ele.

Seu cachorro ou gato pode ser um animal muito especial. Mas isso não garante a você que seus filhotes vão ser iguais a ele. Até porque

temos que levar em consideração também as características do outro parceiro; não sabemos se a ninhada sairá parecida com o pai ou com a mãe.

- QUERIA QUE MINHAS CRIANÇAS VISSEM O MILAGRE DO NASCIMENTO - Até mesmo se suas crianças estiverem dispostas a verem seu animal parir

- que é improvável que isso aconteça, uma vez que normalmente o parto ocorre à noite e a cadela se isola - a lição que você realmente estará

ensinando é que animais podem ser gerados e descartados como uma roupa. Além disso, lembre-se que o parto é uma situação delicada

para a cadela. Ela precisa de tranquilidade; algumas fêmeas, inclusive, ficam agressivas, não permitindo que muitas pessoas se aproximem.

E se a sua cadela que está parindo começar a ter complicações e correr risco de vida?

Isto não seria nada interessante para as crianças. Ao invés disso, você deveria explicar às suas crianças que o real milagre da vida

é sabermos prevenir nascimentos não desejados, de forma que não tenhamos que arcar com conseqüências depois.

CASTRANDO OS CÃES DOADOS - Todos os cães são castrados para evitar que sejam adotados

por pessoas mal intencionadas que querem usá-los somente para reprodução, imaginando obter lucros com

a venda dos filhotes. Em sua maioria os cães doados foram recuperados de abandono e/ou

maus tratos e tudo o que necessitam é de uma casa e novos tutores que os amem. Quem adota cães castrados sem restrição,

está disposto a ser feliz e dar felicidade ao novo membro da família, sem pensar em obter qualquer lucro com isso.

Fonte: Neísa Teixeira Lourenço - Médica Veterinaria ==== Samantha Fontoura == adaptados pela DARescue


Todo nosso trabalho é voluntário. Não somos ONG, não temos ajuda de prefeituras, governo ou afins.

Os cães são doados castrados e isso é inegociável. As castrações e o táxi dogue são cobrados dos adotantes.

O táxi dogue será sempre um indicado de nossa total confiança. Adote.

Adoção é um ato de amor!!



CLIQUE AQUI E FAÇA O DOWNLOAD DA ENTREVISTA PARA O ADOTANTE -

Abrir em PC ou tablet





© 2018 Dogue Alemão Rescue - Todos os Direitos Reservados
Site By Network4All