• Brasil
  • Brasil

Kah Carreira & Victor

  • Histórias de Sucesso

Kah Carreira & Victor

Bom, por onde começar...

Sempre sonhei em ter dogues. Pesquisando sobre, me apaixonei pelos arlequins.

E vivia procurando ninhadas...mais o preço, sempre fora da minha realidade.

Houve aqui, num distrito perto de casa, um caso onde um cara abandonou um canil, com vários animais que ele tirava cria, animais morrendo

de fome, comendo os filhotes, enfim, que uma moça com uma ong que faz resgates, conseguiu entrar e resgatar, cuidar, tratar os doentes,

eu me envolvi, levamos ração, fazia limpeza dos canis, e o "casal" que ilustrou a campanha foi o Félix e a Gaya, dois dogues que estavam pele e osso.

Eu queria adotar a Gaya, depois que todo o processo judicial se resolvesse, mais demorou meses até que eles pudessem

ser colocados pra adoção. E acabaram ficando com a Leandra mesmo, que foi quem fez o resgate.

Uma pessoa iluminada que cuida com amor de resgatar animais.

Bom, minha chance ali passou. E procurando por informações de filhotes, achei a comu na internet. O mundo se abriu pra mim, pedi pra entrar,

a Cris me adicionou e dai as coisas foram acontecendo. Disse que queria adotar um dogue, ela me explicou como funcionava tudo.

Eu me candidatava, e aguardava e conforme entrasse o dogue ela mandava o questionário, ia conversando e tal. Por sorte tinha uma fêmea preta,

de 3 anos e eu disse que poderia ser ela sim. Daí entrou o Fenrir e ela me disse que a fêmea ia ser passada a outro adotante de lá mesmo

que já estava na frente. Eu disse,tudo bem. Daí ela me mandou a foto dele....Meu Deus, me apaixonei! Ele era lindo, arlequim como sempre sonhei!

Daí começou a angústia kkk ela me mandou o questionário, pediu fotos de onde ele ia ficar, eu mandei tudo direitinho e ela disse que ia passar

pra doadora, que ela ia decidir. Que ansiedade. Passou um dia e nada. Até que ela me chamou e disse que tinha dado certo, a doadora gostou

da gente e ela ia nos apresentar. Conversamos por horas kkk ganhei dois amigos, os doadores!



Seguindo as regras da comunidade,pagamos pela castração dele e esperamos a recuperação.Tudo acertado,ela me enviou

o contrato pra registrar em cartório, preparei tudo e enviei. Combinamos o dia de buscá-lo e partimos. Falei pro meu esposo que íamos busca-lo.

A essa altura, eu nem dormia mais, pegamos o carro e saímos de Bauru, e partimos pra Santo André. Chegando lá, quando meu esposo

o viu a primeira reação dele foi dizer: Ele não cabe no carro!!!!

Conversamos bastante e viemos embora com nosso "belo animal" como nossa vet o chama kkkk. A cada parada nos pedágios era um susto

das moças nas cabines. Nas paradas nos postos pra ele beber água e fazer xixi as pessoas ficavam olhando. Tiramos muitas fotos com ele até

chegar em casa, mais depois de uma longa e desajeitada viagem, chegamos. Eu estava apaixonada. Não acreditava que ele era meu mesmo.

A adaptação foi difícil. Ele sofreu muito, foram duas semanas sem comer, praticamente. Tanto que a ração que ele comia lá, ele não

aceitou mais aqui. Ficou muito tristonho. Acho que essa é a parte mais dura de adotar um animal adulto. Com muito mimo e pastinha

de frango, ele foi comendo. Passado um mês em casa ele pegou tosse. Nunca tinha visto isso na vida e achava que ele ia morrer.

A vet me acalmou e disse que ia dar tudo certo. E deu kkk. Ele, sempre foi muito mimado, desde a primeira casa, depois

quando chegou aqui, como era meu sonho, deixava ele fazer o que queria.

Mais eles perdem o controle e aprontam demais. Já destruiu 3 sofás, onde ele dormia, panos, cobertores, tudo que ele dorme, ele pica kkkk

Pra sair da minha sala, tem dois degraus, e quando meu filho caçula começou a ficar no andador, ele deitava na porta, pro meu filho não cair na escada.

Essas coisas de dogue que são legais, eles são muito inteligentes e extremamente amorosos com crianças.




Nem preciso dizer que ele era atração na rua né? As pessoas paravam pra tirar foto com ele no portão de casa.

Em contrapartida, começaram as reclamações dos vizinhos, pq quando nós saíamos, ele chorava muito.

Imaginem o escândalo. Foi quando pedi pra Cris, que queria adotar uma outra dogue, pra fazer companhia a ele.

Tinha uma fêmea preta, de dois anos na comu. O foco era ela.

Quando a Cris me chamou, de madrugada, kkk pra dizer que ia dar certo a adoção mais que tinha um porém: Não era a preta que eu ia adotar,

que tinha entrado uma filhote! Daí já não dormia mais, outra vez kkkk Passamos pelo mesmo processo do contrato, da espera, da aprovação

da doadora, mais como eu ja era "veia de guerra" no assunto kkk, foi mais fácil.

Meu carro tava quebrado. Ia demorar pra gente mandar arrumar. E eu desesperada. O que fazer? Vamos alugar um carro! KKK

E assim o fizemos. Bora pra Sampa buscar nossa menina, a Gaia. Chegamos lá, a Jú a doadora, nos entregou aquela bolinha branca, apaixonante!

Sem comentários de como foi mais fácil trazer um filhote! kkkk Filhote esse que durou dois meses, passado disso, já era um estrambolho enorme!

Como ela ainda era filhote e o Fenrer já era castrado, trouxemos ela em confiança pra ser castrada aqui, quando atingisse a idade certa. E assim o fizemos!

Foi difícil a adaptação entre eles. Ela, uma "criança" infernal e ele um "homem" maduro!

Ela é apaixonada por ele desde sempre. Ele atura ela kkk mais nunca mais chorou ao ficar sem gente em casa.

Na hora de passear, ela chora se sai de perto dele e ele, por sua vez, simplesmente ignora ela na rua kkk depois chega em casa e dormem juntos...

Ela é osso duro de roer, brava com ele kkk coitado, ele não pode nem se mexer na cama que ela rosna pra ele, tanto é que a chamamos

carinhosamente de "Azeda" kkkkkk a gente sempre fala que é bem feito pra ele, quem mandou ser um chorão!

Bom, essa foi e está sendo nossa experiência com a comunidade, com essa raça incrível e apaixonante!

Como diz a minha vet...uma família grande, com 3 crianças e dois dogues! E se puder deixar uma dica: ADOTEM!

Cães adultos e filhotes, tanto faz, adotar é tudo de booom!


Kah & Victor Carreira


© 2018 Dogue Alemão Rescue - Todos os Direitos Reservados
Site By Network4All